Associado
ASERC - Associação Nacional das Empresas de Recuperação de Crédito

Informativo

Publicado em 08/06/2016 04:07

Onde a inflação apertou (e onde aliviou) em maio

São Paulo - A inflação em maio no Brasil ficou em 0,78%, a maior taxa para o mês desde 2008, quando foi de 0,79%.

São Paulo - A inflação em maio no Brasil ficou em 0,78%, a maior taxa para o mês desde 2008, quando foi de 0,79%.

O acumulado em 12 meses segue próximo de dois dígitos (9,32%) e muito acima da meta definida pelo governo (de 4,5% com tolerância de dois pontos percentuais para cima ou para baixo).

Maio teve alívio em Alimentação e Bebidas, grupo pesquisado de maior peso na cesta, mas que foi compensado por outras altas.

O reajuste nos cigarros puxou para cima as Despesas Pessoais e a mudança no programa para redução do consumo de água no estado de São Paulo acertou em cheio o grupo Habitação.

Os remédios, que já haviam aparecido em destaque em abril, continuaram subindo e mantiveram a parte de Saúde e Cuidados Pessoais em um patamar alto em maio.

Veja a seguir a alta dos 9 grupos pesquisados e qual foi o seu impacto sobre o IPCA do mês:

 

Fonte: Revista Exame