Associado
ASERC - Associação Nacional das Empresas de Recuperação de Crédito

Informativo

Publicado em 27/07/2016 03:25

Juro do cheque especial sobe a 315,7%, e rotativo do cartão fica em 470,9%

A taxa de juros do cheque especial subiu em junho e atingiu 315,7% ao ano

A taxa de juros do cheque especial subiu em junho e atingiu 315,7% ao ano, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (27) pelo Banco Central. 

É a taxa mais alta desde julho de 1994, quando a pesquisa começou a ser feita. 
 
O resultado do cheque especial mostra uma alta de 4,2 pontos percentuais em relação a maio e um salto de 74,4 pontos na comparação com junho de 2015.
 
Os juros do rotativo do cartão de crédito tiveram leve queda e ficaram em 470,9% ao ano. Houve redução de 0,6 pontos na comparação com maio, e um salto de 99,4 pontos em relação a junho de 2015.
 
Os dados são referentes apenas aos juros cobrados das famílias. Esses são números médios e podem variar para cada situação específica, porque os bancos oferecem taxas diferentes de acordo com o plano contratado pelo cliente e a relação entre eles (quem tem mais dinheiro no banco paga menos taxas).
 
Confira a variação de outras modalidades de crédito monitoradas pelo BC:
  • Cartão de crédito parcelado: de 149% ao ano em maio para 149,5% ao ano em junho;
  • Crédito pessoal não-consignado: de 129,8% ao ano em maio para 128,3% ao ano em junho;
  • Crédito pessoal consignado: de 29,6% ao ano em maio para 29,4% ao ano em junho;
  • Crédito renegociado: manteve, em junho, os 56% registrados em maio;
  • Compra de veículos: de 26,3% ao ano em maio para 26% ao ano em junho;
  • Compra de outros bens: de 96% ao ano em maio para 94,1% ao ano em junho
  • Financiamento imobiliário: de 11,1% ao ano em maio para 11,2% ao ano em junho.

 

 

Fonte: UOL