Associado
ASERC - Associação Nacional das Empresas de Recuperação de Crédito

Informativo

Publicado em 22/04/2014 02:36

Aumento na inadimplência

Que os consumidores estão comprando cada dia mais, talvez não seja uma grande novidade, mas a inadimplência aumenta a cada dia e esse é um fato preocupante.

Que os consumidores estão comprando cada dia mais, talvez não seja uma grande novidade, mas a inadimplência aumenta a cada dia e esse é um fato preocupante.



No último mês essa situação aumentou em 4,2% comparando com fevereiro, segundo a Serasa Experian. Esse acúmulo de compromissos financeiros, combinado com a inflação e aumento nas taxas de juros dificultaram o pagamento das dívidas para muitos consumidores.

O lado bom é que quando comparado com março de 2013, houve uma queda de 1,8%, mas ainda é considerado um número alto de pessoas que não conseguem quitar suas dívidas. Segundo o Serasa, as inadimplências relacionadas a cartões de crédito, lojas em geral e prestadoras de serviços relacionados a telefonia, energia elétrica e títulos protestados apresentaram crescimentos de  1,9% e 6,5%.

Mas os principais responsáveis pela inadimplência foram as dívidas de consumidores com bancos e cheques sem fundos. As variações são 3,6% e 14%, estimuladas por despesas como IPVA, IPTU, material escolar e férias, segundo especialistas.

Outra questão positiva é que o valor médio no primeiro trimestre de 2014, quando comparado com o mesmo período do ano passado, apresentou queda de 6,2%. Além disso, as dívidas com os bancos e os títulos protestados também registraram declínio de 6,4% e 0,5%. Porém os cheques sem fundos tiveram alta de 3,3%.

Para não entrar nas estatísticas o primeiro passo é fazer um mapeamento das suas dívidas, um diagnóstico de cada uma delas. Descreva perguntas como: há quanto tempo você está endividado? Quais são as suas dívidas? Qual o valor total da dívida e dos juros mensais? Tente achar formas de negociação desses valores e evite novos gastos. O momento é achar gargalos que possam ser boas fontes de economia, tais como luz e telefone.

Dr. Luciano Duarte Peres é especialista em direito bancário e presidente do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor Bancário

http://www.segs.com.br/so-economia/155997-aumento-na-inadimplencia.html