Associado
ASERC - Associação Nacional das Empresas de Recuperação de Crédito

Informativo

Publicado em 08/03/2018 02:42

Segmento de Consórcios cresce 21%

Planos de acordo com seus rendimentos e que facilitam a realização dos seus projetos

Os negócios do Sistema de Consórcios movimentou R$ 101,47 Bilhões em créditos comercializados no ano de 2017, um aumento de 21% frente aos R$ 81,87 Bilhões registrados em 2016, segundo dados da ABAC – Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios. Ao longo do ano, 1,21 milhão de pessoas tiveram a oportunidade de comprar veículos, caminhões, imóveis ou contratar serviços por meio do Sistema de Consórcios. O volume de créditos disponibilizados em 2017 atingiu o valor de R$ 39,9 Bilhões. Ao final de 2017, o Brasil contava com 6,87 milhões de consorciados ativos.

O número de adesões atingiu o patamar de 2,48 milhões de novas cotas de consórcio, o que representa um aumento de 4,4%. Os segmentos com maior participação foram o de Veículos Leves, com cerca de 1,13 milhão de novas cotas (crescimento de 2,7%), seguido pelo de motos, com 854,6 mil novas cotas (queda de -2,4%), Imóveis, com 284,7 mil novas cotas (crescimento de 26,4%) e veículos pesados (caminhões, máquinas e implementos agrícolas etc), com 57,15 mil novas cotas (crescimento de 11,9%). Os consórcios de Serviços e de Eletroeletrônicos e outros Bens Móveis Duráveis, somaram 53,7 mil novas cotas.

CRESCIMENTO CONTÍNUO

O bom desempenho em 2017 segue o histórico de crescimento do Sistema de Consórcios, que registrou uma alta de 42,5% entre 2009 e 2016, conforme indica o levantamento Panorama do Sistema de Consórcio, divulgado pelo Banco Central. O documento apresenta uma análise das operações de consórcio em bases comparativas anuais e mostra que essa modalidade tem sido, cada vez mais utilizada pelos brasileiros como ferramenta para viabilizar a compra de bens móveis ou imóveis, como carros, motos, caminhões, tratores, casa própria, de veraneio ou imóveis comerciais, por exemplo.

Alguns dos dados apontados indicam que:

  • Entre 2009 e 2016, o sistema de consórcios registrou um crescimento de 42,5%;

  • No acumulado dos últimos sete anos, a expansão dos consórcios de automóveis foi de 198,1%. Nesse período, a participação desse ramo no sistema de consórcios passou de 23,2% para 48,5%;

  • O crescimento do segmento de bens imóveis entre 2009 e 2016 foi de 10,8%.

  • Cinco Estados (SP, MG, PR, BA e RS) respondem por mais da metade (52%) dos consorciados ativos do sistema de consórcios. São Paulo e Minas Gerais ocupam, o primeiro e segundo lugar em quantidade de consorciados ativos desde 2009.

LEI DOS CONSÓRCIOS

A nova Lei dos Consórcios (Lei 11.795/2008) que passou a vigorar em fevereiro de 2009 regulamentou o setor, possibilitando maior controle sobre as negociações realizadas pelas administradoras, trazendo maior garantia aos grupos de consorciados. Todas as transações passaram a ser reguladas pelo Código de Defesa do Consumidor, fortalecendo essa modalidade de negócio, através de uma maior clareza nos contratos e documentações exigidas. Outra mudança significativa trazida pela lei foi estender os benefícios do sistema de consórcio para serviços vinculados às áreas educacionais, turismo e saúde. A legislação atual oferece prazos maiores e flexibilidade para compra de bens e serviços contemplados por sorteio ou lances. No Brasil, o consórcio está definitivamente consolidado como uma força de crescimento da economia.

Fonte: http://abac.org.br/sistema/noticiasTextuais/1_(201803051125)carta.pdf