Associado
ASERC - Associação Nacional das Empresas de Recuperação de Crédito

Informativo

Publicado em 27/04/2018 11:39

Aumento de 3,4% no setor de consórcios reflete confiança do consumidor na retomada da economia

Para o segmento de consórcios, o ano de 2018 começou positivo

Para o segmento de consórcios, o ano de 2018 começou positivo. O setor registrou crescimento de 3,4% nas vendas de novas cotas no mês de janeiro, na comparação com o mesmo período de 2017, de acordo com os dados da ABAC – Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios. No primeiro mês do ano, 182 mil novas cotas de consórcio foram comercializadas frente às 176 mil registradas no mês de janeiro de 2017.

Na média diária, a vendas de novas cotas foi de 8,3 mil em 22 dias úteis e o volume de créditos comercializados atingiu R$ 7,01 bilhões no mês, contra R$ 6,47 bilhões no mesmo período de 2017, o que representa alta de 8,3%. Em janeiro deste ano, mais de 101,7 mil consorciados foram contemplados e tiveram a oportunidade de comprar bens ou serviços por meio de consórcio.

No segmento de veículos pesados, foram 3,9 mil novas cotas comercializadas, o que indica um crescimento de 23,8%, ainda no comparativo entre janeiro de 2018 e o mesmo período de 2017. Já o segmento de veículos leves cresceu 5,7% (85 mil novas cotas), o de imóveis registrou aumento de 4,7% (18 mil novas cotas), o de serviços, 156% e 3,2 mil novas cotas, o de eletroeletrônicos e outros bens móveis duráveis, 81% e 1,9 mil novas cotas e o de motocicletas foi o único que apresentou queda, de 4,1% (70 mil novas cotas).

Vantagens do Sistema de Consórcios:

A flexibilidade e possibilidade de crédito acessível, sem incidência dos juros praticados pelo financiamento bancário, tem atraído cada vez mais o consumidor. Veja algumas das vantagens do Sistema de Consórcios de imóveis:

  1. O sistema conta com várias opções de crédito, prazos e parcelas que cabem no orçamento do consorciado;

  2. Pelo consórcio, o comprador não paga juros;

  3. No consórcio de imóvel, o comprador não precisa dar entrada nem tampouco intermediárias;

  4. O consorciado tem a possibilidade de usar o saldo do FGTS para dar lance ou aumentar o valor do crédito do consórcio de imóvel;

  5. O valor da carta de crédito acompanha o reajuste das parcelas segundo o índice nacional que indica a correção de valor para cada categoria de produto, o que mantém o poder de compra;

  6. A carta de crédito dá ao consorciado o poder de negociar a aquisição do bem à vista, o que lhe confere mais poder na hora de negociar;

  7. Ao ser contemplado, o consorciado pode usar a carta de crédito para adquirir um bem novo ou usado;

  8. Para consórcio imóvel, o consorciado contemplado pode adquirir imóvel para residência habitual ou veraneio, terrenos e até realizar reformas em qualquer localidade do território nacional;

  9. O consórcio imobiliário também pode ser utilizado para compra de imóvel comercial ou imóvel para investimento;

  10. Após a contemplação, a carta de crédito também pode ser utilizada para quitar um financiamento ou consórcio de outra administradora em nome do próprio consorciado;

  11. O sistema de consórcio conta com legislação específica e a administradora deve ser autorizada e fiscalizada pelo Banco Central, o que traz mais segurança ao consumidor.

Fonte: http://abac.org.br/sistema/noticiasTextuais/1_(201804255439)truck_brasil.pdf