Associado
ASERC - Associação Nacional das Empresas de Recuperação de Crédito

Informativo

Publicado em 09/05/2018 04:26

Entenda porque consórcio não possui juros

Totalmente seguro, sem juros, sem taxa de adesão e com ótimos prazos para pagar

Você sabia que o consórcio não possui juros? Essa modalidade de compra planejada é útil para quem deseja adquirir um bem ou serviço a médio prazo e não possui o valor total do produto de imediato. Além de oferecer parcelamentos de até 100x sem juros, ele é ideal para quem pensa no futuro e quer realizar sonhos dentro do planejamento financeiro. Diante de tantas vantagens, é natural que haja alguma desconfiança. 

Entenda porque consórcio não possui juros

Segundo o Banco Central do Brasil (BCB), responsável pela regulamentação e fiscalização dos consórcios, a definição de consórcio é “reunião de pessoas físicas e/ou jurídicas em grupo, com prazo de duração e número de cotas previamente determinados, promovida por administradora de consórcio com a finalidade de propiciar a seus integrantes, de forma isonômica, a aquisição de bens ou serviços, por meio de autofinanciamento”.

Todo dinheiro do consórcio vem por meio das mensalidades pagas pelos consorciados, ou o chamado Fundo Comum. Devido a esse processo de autofinanciamento, não existe empréstimo bancário envolvido e portanto não há cobrança de juros.

O que é Taxa de Administração?

É o que a administradora recebe pela prestação de serviços aos consorciados. Geralmente são valores extremamente baixos. 

100%

(FC – percentual contratado)

÷

60 meses

(duração do grupo)

=

1,6667%

(percentual mensal de FC )

R$ 30.000,00

(valor do bem ou serviço)

x

1,6667%

(percentual mensal de FC)

=

R$ 500,00

(valor mensal do FC)

O que é Fundo de Reserva?

É o que garante o funcionamento do grupo em determinadas situações previstas no contrato. Este valor está diluído nos 60 meses.

2%

(FR – percentual contratado)

÷

60 meses

(duração do grupo)

=

0,0333%

(percentual mensal de FR )

R$ 30.000,00

(valor do bem ou serviço)

x

0,0333%

(percentual mensal de FR )

=

R$ 9,99

(valor mensal do FR)

Como funciona o reajuste das parcelas?

Pelo fato do consórcio ser um investimento a médio prazo, o valor da carta de crédito será atualizado regularmente, para que assim todos os consorciados possam ser contemplados com o mesmo valor. Em consequência disso, as parcelas também serão reajustadas. Todas essas alterações ocorrem mediante o que foi proposto no contrato previamente assinado pelo consorciado. 

Fonte: https://www.jornaldoconsorcio.com.br/entenda-porque-consorcio-nao-possui-juros