Associado
ASERC - Associação Nacional das Empresas de Recuperação de Crédito

Informativo

Publicado em 10/05/2018 04:49

Como substituir financiamento por consórcio

Saiba como substituir financiamento por consórcio e conheça as principais vantagens!

Você sabia que pode substituir financiamento por consórcio? O financiamento é uma modalidade de compra parcelada. Ocorre através da obtenção de crédito perante instituições financeiras e quem financia a compra é o banco. Quando alguém decide comprar um bem através do financiamento, o valor pode se tornar muito superior ao do produto. Essa forma de aquisição possui grande quantidade de juros e isso acaba sendo prejudicial para o orçamento do comprador. 

Diferente do financiamento, no consórcio não há cobrança de juros. Ele é feito por meio da formação de grupos de pessoas com o mesmo interesse em um determinado produto ou serviço. Com isso, todo mês os membros devem pagar uma quantia pré-determinada, para assim, serem contemplados com a aquisição do bem. Os consórcios são geridos por administradoras, que cobram apenas a taxa de administração, muito inferior aos juros do financiamento.

Como substituir financiamento por consórcio

Você sabia que é possível substituir o financiamento por consórcio? Através da carta de crédito, há a diminuição do pagamento dos juros sem a necessidade de pagar imediatamente o valor integral da dívida.

A quitação do financiamento com consórcio é regulamentada pela Lei dos Consórcios (Lei nº 11.1795/2008). Essa lei prevê que aquele que possui carta de crédito contemplada em seu nome pode utilizá-la para a quitação de contrato de financiamento, que também deve estar em seu nome.

Os requisitos para que essa operação seja possível são:

  • Os contratos de financiamento e o grupo de consórcio devem ser posteriores ao ano de 2009 (ano de entrada em vigor da lei);

  • Os dois contratos devem ser relacionados ao mesmo segmento. Um contrato de financiamento imobiliário pode ser quitado com uma carta de crédito imobiliário devidamente contemplada;

  • A contemplação pode ter ocorrido tanto por sorteio quanto por meio de lance;

  • A administradora do consórcio e a instituição financeira precisam concordar com a operação;

  • A possibilidade de uso da carta de crédito para quitar o financiamento deve estar prevista em contrato;

  • O bem financiado será quitado, deixando de assegurar o financiamento, passando a garantir o contrato de consórcio até sua quitação;

  • A carta de crédito contemplada deve possuir valor igual ou superior ao saldo devido à instituição financeira para fins de quitação do financiamento;

  • Uma carta de crédito contemplada no valor de R$ 100.000,00 pode ser utilizada para a quitação de financiamento cujo saldo seja R$ 100.000,00 ou menos. Caso o saldo para quitação do financiamento seja maior que a carta de crédito, a operação não pode ser realizada.

Faça o seu consórcio agora mesmo!

Agora que você já sabe os requisitos para substituir financiamento por consórcio, você pode realizar o seu sonho!

Fonte: https://www.jornaldoconsorcio.com.br/como-substituir-financiamento-por-consorcio