Associado
ASERC - Associação Nacional das Empresas de Recuperação de Crédito

Informativo

Publicado em 21/05/2018 05:57

Por que o consórcio te ajuda a economizar?

Para economizar tem que ter disciplina e se você é daqueles que não resiste a uma comprinha e no fim de mês tem aquela surpresa desagradável, o consórcio é uma boa alternativa para poupar dinheiro

Para economizar tem que ter disciplina e se você é daqueles que não resiste a uma comprinha, sempre gasta mais do que poderia e no fim de mês tem aquela surpresa desagradável, o consórcio é uma boa alternativa para poupar dinheiro.

O consorciado aprende a se regrar para pagar a parcela mensal e dessa forma acaba organizando seu orçamento. Segundo a Associação Brasileira de Administração de Consórcio (ABAC), o cliente economiza 4,5 vezes mais fazendo um consórcio do que quem guarda dinheiro em uma poupança, o que faz essa opção de investimento ser uma das melhores formas de se tornar independente financeiramente.

Ele é seguro e econômico, e por isso vem conquistando muitas famílias. Um levantamento da ABAC mostrou que nos últimos dois anos o número de pessoas que aderiu a esta modalidade de investimento aumentou mais de 60%. Com o consórcio é possível comprar um bem, sem ter que dar um valor de entrada e sem burocracia, como acontece nos financiamentos.

Em um consórcio, o valor das parcelas mensais é do tamanho ideal para o seu bolso e muito menor que a sua felicidade. Você opta pelos grupos que a administradora tem à disposição, de acordo com o crédito almejado, o prazo disponível e a parcela que cabe no seu bolso.

Ai você se pergunta “e se por acaso, algum imprevisto acontecer, como uma demissão. O que fazer?”.

Neste caso você poderá solicitar à administradora uma redução no valor da parcela, o que será avaliado e dependerá da disponibilidade de cotas de menor valor existentes no mesmo grupo do qual você já faz parte. Sendo possível a troca, será feito um novo contrato e você deverá considerar que, ao reduzir o valor das parcelas estará automaticamente reduzindo também o valor final da sua carta de crédito.

Se você se animou para entrar em um consórcio, mas acha que sua renda não é suciente faça uma lista dos seus custos mensais e coloque tudo no papel. Fica mais fácil visualizar para onde sua renda está indo. Quanto gasta com as contas da casa e com restaurantes, bares, roupas novas e até com o cafezinho.

Faça as contas e corte todos os excessos. O dinheiro que sobrar, com certeza, pode se tornar uma parcela para a coquista do seu sonho, para sua estabilidade, sua casa, carro ou até um trator.

Não deixe o dinheiro parado ou exposto aos gastos desnecessários, faça um consórcio e invista em si mesmo, afinal, planejamento financeiro não tem idade, quanto antes começar maiores as possibilidades de aumento de patrimônio e tranquilidade futura.

Fonte: http://abac.org.br/sistema/noticiasTextuais/1_(201805183258)primo_rossi.pdf