Associado
ASERC - Associação Nacional das Empresas de Recuperação de Crédito

Informativo

Publicado em 06/06/2018 04:40

Uma criação 100% brasileira

Consórcio é uma ideia que surgiu no Brasil, no início dos anos 60, a partir da instalação da indústria automobilística nacional

Muitos nem imaginam e pensam que a ideia veio de fora, mas o sistema de compra por meio de consórcio é uma invenção brasileira, de acordo com a Abac. No início da década de 60, com a instalação da indústria automobilística no território nacional e em decorrência da falta de oferta de crédito direto ao consumidor, funcioná­rios do Banco do Brasil tiveram a ideia de formar um grupo de amigos, com o objetivo de constituir um fundo suficiente para aquisição de automóveis para todos aqueles que participassem da arrecadação dos recursos.

De forma inovadora à época, eles se uniram e cada um contribuiu com uma parcela do valor do carro que, somadas, permitiriam a sua aquisição. Mas, de quem seria aquele primeiro veículo? A solução foi simples: sorteá­-lo! Surgiu, assim, no Brasil, o consórcio, mecanismo de concessão de crédito isento de juros, que tem por finalidade a aquisição de bens e serviços. Desde o surgimento do consórcio no país, a atividade viveu um longo período sob forma não sistemática, observando tão somente regras do direito civil. Até que, no início da década de 70, mereceu tutela legal: a Lei n° 5.768.

Só em 1991, a fiscaliza­ção das operações de consórcios, bem como sua regulamentação, passaram a ser exercidas pelo Banco Central do Brasil, como é até os dias de hoje. Na Europa, o sistema foi adotado em Portugal e Espanha e a partir dos anos 90 chegou a países do Leste Europeu - que se direcionam para a formação de um livre mercado nos moldes capitalistas.

O QUE É CONSÓRCIO?

É a modalidade de compra baseada na união de pessoas físicas ou jurídicas - em grupos, com a finalidade de formar poupança para a aquisição de bens móveis, imóveis ou serviços.

COMO FUNCIONA?

O valor do bem ou serviço é diluído em um prazo predeterminado, e todos os integrantes do grupo contribuem ao longo desse período. Mensalmente (ou conforme estipulado em contrato), a administradora os contempla, por sorteio ou lance, com o crédito no valor do bem ou do serviço contratado, até que todos sejam atendidos.

IMPORTANTE!

Procure uma administradora de consórcios autorizada a funcionar pelo Banco Central do Brasil: consulte o site do Banco Central para conferir a relação de empresas autorizadas.

PASSO A PASSO ANTES DE ASSINAR O CONTRATO

  1. Leia atentamente as cláusulas do contrato para conhecer seus direitos e obrigações.

  2. Verifique se o valor do crédito e o prazo de duração do grupo constam no contrato.

  3. Confira os percentuais de contribuições (taxa de administração e, se houver, fundo de reserva e/ou seguro) e as demais despesas que serão cobradas.

  4. Certifique-se quanto ao critério de correção do crédito que será aplicado pela administradora e às garantias que você deverá fornecer para retirar o bem ao ser contemplado.

  5. Verifique as regras de contemplação por sorteio e lance, a forma de antecipação de pagamento de prestações e a possibilidade de optar por crédito de menor ou maior valor antes da contemplação.

  6. Certifique-se de que aquilo que foi prometido, em propaganda ou pelo vendedor, consta do contrato.

ADESÕES EM PLENA ASCENSÃO

Sobre os veículos leves, que inclui carros de passeio, utilitários e caminhonetes, as estatísticas do setor são todas positivas. As vendas de novas cotas de consórcio cresceram 4,6% no primeiro trimestre de 2018, em rela­ção ao mesmo período do ano passado, conforme balanço divulgado pela Abac.

De janeiro a março de 2018, foram comercializadas 266 mil novas cotas no país contra 254 mil no primeiro trimestre de 2017. No geral, a carteira de consorciados ativos saltou de 3,42 milhões em março de 2017 para 3,56 milhões de cotistas no mesmo mês deste ano, alta de 4,1%.

No mesmo período, o número de consorciados que tiveram a oportunidade de comprar bens por meio das contemplações também registrou alta de 8,7% no país. De janeiro a março deste ano, em mé­dia, a cada dia, 1.617 cotistas foram contemplados no país.

Fonte: http://abac.org.br/sistema/noticiasTextuais/1_(201805290630)super_motor.pdf