Associado
ASERC - Associação Nacional das Empresas de Recuperação de Crédito

Informativo

Publicado em 07/06/2018 03:02

BR Consórcios aposta em três frentes para obter incremento de 50% em novos negócios

Administradora quer ampliar o número de parceiros e nomear novas operadoras, além do incremento com outros players, como o varejo

  • Administradora quer ampliar o número de parceiros e nomear novas operadoras, além do incremento com outros players, como o varejo

  • Vendas da administradora, que tem sede em Londrina, no Paraná, alcançaram 33% de aumento em 2017 na comparação com 2016

  • Em 2017, o destaque ficou para o consórcio de imóveis que cresceu 56%; em segundo lugar ficou a categoria de automóveis, com 13%

A BR Consórcios (www.brconsorcios.com.br), empresa com mais de 70 mil clientes ativos em todo o país, criada com o objetivo de unir e fortalecer administradoras de consórcios que desejam expandir sua atuação no mercado nacional, pretende crescer 50% em novos negócios até o final de 2018, na comparação com 2017. Esse crescimento tem como pilares três frentes: ampliação de parceiros e a associação com novas administradoras em regiões estratégicas, além do incremento com novos players de diferentes canais, como o varejo. No ano passado, a BR Consórcios registrou crescimento de 33%.

Segundo Rodolfo Montosa, diretor-geral da BR Consórcios, algumas parcerias com novas administradoras já estão em negociação. A busca por players de outros segmentos, que possuam vários canais de distribuição, além da ampliação da base de vendas tradicional, como corretores de seguros, imobiliárias e empresas que atuam exclusivamente na venda de consórcios, também fomentam as ações da empresa. “Crescer 50% é uma meta desafiadora, mas perfeitamente executável”, destaca Montosa.

Hoje, a BR Consórcios, estabelecida em Londrina, Norte do Paraná, reúne as marcas de consórcios Araucária, Lyscar, Saga, Santa Emília, União e, desde o segundo semestre do ano passado, a Mapfre. A Rede Lojacorr integra o grupo como uma parceira inovadora. Cada uma dessas empresas atua regionalmente e a busca de novos parceiros tem como principal objetivo ampliar a capilaridade de atendimento. “O mercado de consórcios cresce anualmente. Essa modalidade de aquisição de bens e serviços tem uma importância econômica muito forte para o país e para os consorciados, que fazem, na prática, uma poupança programada para a aquisição de um bem”, explica Montosa. A modalidade de consórcio cresce especialmente por apresentar baixos custos, promover o estímulo ao consumo responsável e possibilitar a aquisição de um patrimônio de formada planejada.

Bom desempenho das associadas - Para cada uma das operadoras administradas pela BR Consórcios, as variações de crescimento são diferentes. O Araucária e o Saga, respectivamente, projetam índices de 35% e 30%. O primeiro, com atuação no Paraná e Santa Catarina, cresceu 6% nas vendas gerais em 2017, na comparação com 2016. O segundo, por sua vez, que atende Fortaleza (CE), Porto Velho (RR), Uberlândia (MG), Goiania (GO), Cuiabá (MT), São Luis (MA) e Brasília (DF), obteve um incremento de 8% nas vendas no mesmo período.

O Consórcio União, com atuação nos Estados do Paraná, São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, registrou aumento de 4% em 2017 e espera atingir 14% nesta temporada. Para 2018, o Consórcio Santa Emília, com presença nas regiões de Ribeirão Preto, Araraquara, São Carlos, Pirassununga, Franca, Campinas e Sorocaba, no interior paulista, pretende aumentar as vendas em 13%. Já o Lyscar, em Sergipe, quer ampliar em 100%. A Mapfre Consórcios, que se associou a BR Consórcios no segundo semestre de 2017 e atua com corretores de seguros em todo o Brasil além de possuir parcerias com outras instituições financeiras, tem como meta principal para este ano dobrar o número de corretores atuantes no Brasil.

Imóveis e automóveis na liderança - As vendas gerais da BR Consórcios alcançaram 33% em 2017. O destaque ficou para o consórcio de imóveis, que cresceu 56%. Em segundo lugar ficou a categoria de automóveis com 13%, informa Montosa. Segundo ele, em 2017, mais de 11 mil pessoas foram contempladas e liberados R$ 512 milhões, crescimento de 10% em relação ao ano anterior.

Em número de cotas o consórcio mais procurado é o de automóveis, que representa 59% das vendas. Na sequência vem motos (21,5%), imóveis (16,6%) e demais produtos (2,9%). Em créditos comercializados, imóveis representam 58,3%, automóveis 36,8% e motos 3,9%.

Fonte: http://abac.org.br/sistema/noticiasTextuais/1_(201806073713)maxpress.pdf