Associado
ASERC - Associação Nacional das Empresas de Recuperação de Crédito

Informativo

Publicado em 13/06/2018 09:44

Como funciona o reajuste de parcelas no Consórcio

O valor do crédito é corrigido para garantir o poder de compra quando ocorre a contemplação

Você sabe como funciona o reajuste de parcelas no Consórcio? A parcela do consórcio pode mudar tanto para mais quanto para menos. Entenda por que esse reajuste acontece e como ele influencia na realização do seu objetivo.

Como funciona o reajuste de parcelas no Consórcio

Segundo a ABAC, o valor do crédito no consórcio é corrigido ao longo do prazo do grupo para garantir o poder de compra quando ocorre a contemplação. Mesmo que você seja contemplado meses após a abertura do grupo, você receberá um crédito atualizado e no valor adequado para adquirir o bem ou serviço desejado. 

A atualização no valor do crédito dos veículos ocorre baseada na tabela nacional. Em sua maioria, os valores são atualizados conforme vigência em São Paulo. Isso ocorre para que o consorciado tenha o valor atualizado do veículo na contemplação. Já no caso dos imóveis, dificilmente ocorre mudanças. O crédito e as mensalidades apenas serão atualizados pelo Índice de Correção (INCC), sendo a primeira atualização a partir da 14ª parcela.

Mesmo que você já tenha sido contemplado e utilizado seu crédito, a sua prestação do consórcio continuará sendo atualizadas (para mais ou para menos). Isso acontece para que todos os participantes do grupo tenham a oportunidade de adquirir o bem desejado. A essência do consórcio é a união de forças e a cooperação entre os participantes.

Saiba o que compõe a sua parcela no consórcio

  • Fundo Comum (FC): É a soma do que cada consorciado paga, a quantia destinada a aquisição do bem ou serviço.

  • Taxa de Administração (TA): É o que a administradora recebe pela prestação de serviços aos consorciados. Geralmente são valores extremamente baixos. 

  • Fundo de Reserva (FR): É o que garante o funcionamento do grupo em determinadas situações previstas no contrato. Este valor está diluído nos 60 meses. 

  • Seguro: Existem diversos tipos de seguro que podem ser inseridos no contrato. Como por exemplo, o seguro de quebra de garantia, seguro de vida e seguro desemprego.

Fonte: https://www.jornaldoconsorcio.com.br/como-funciona-o-reajuste-de-parcelas-no-consorcio