Associado
ASERC - Associação Nacional das Empresas de Recuperação de Crédito

Informativo

Publicado em 26/06/2018 11:45

Saiba como reformar o seu imóvel através do consórcio

Atualmente, o consórcio é utilizado para a aquisição de uma infinidade de bens e serviços

Atualmente, o consórcio é utilizado para a aquisição de uma infinidade de bens e serviços. Ainda que seja um sistema bastante procurado para compra de imóvel, ele também passou a ser aproveitado na realização de reformas de imóveis. Veja abaixo como reformar o seu imóvel através do consórcio. 

Saiba como reformar o seu imóvel através do consórcio

Você tem um imóvel que precisa de reforma, mas não tem urgência e pode esperar. Ao mesmo tempo, você não consegue economizar a quantia mensal que será usada para isso. Nesse caso, o consórcio é a melhor opção. 

Segundo a ABAC (Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios),houve um aumento de 8,4% no número de cotas vendidas no primeiro trimestre deste ano, na comparação com igual período de 2017. Considerando apenas as cotas de consórcios da categoria serviços, o crescimento das vendas chegou a 78,9%.

Muitas pessoas encontram dificuldades em mudar de imóvel, por isso a reforma acaba sendo a melhor opção. O consórcio passou a ser um estilo de vida para a pessoa se programar para o futuro.

Como funciona?

A cota de consórcio para reformas pode ser adquirida em grupos de consórcio imobiliário. Para isso, é preciso procurar uma administradora devidamente autorizada pelo Banco Central e avaliar o plano que mais se encaixa ao seu orçamento. 

Quando ocorrer a contemplação, o consorciado já pode destinar o valor acumulado para a reforma. Os participantes de um consórcio imobiliário podem usar a carta de crédito para reformas de grande porte. Já os participantes de um consórcio de serviços podem usar a carta em obras menores e mais simples. 

Quais são as condições?

Para usar o consórcio na reforma, o interessado deve ser proprietário de imóvel que esteja situado em território nacional. Além disso, se reforma não alterar as características do imóvel, não há necessidade de laudo de análise da prefeitura (exceto se houver ampliação). Normalmente os documentos solicitados são: Orçamento e cronograma físico-financeiro da obra, Memorial descritivo e ART de projeto e execução.

Fonte: https://www.jornaldoconsorcio.com.br/saiba-como-reformar-o-seu-imovel-atraves-do-consorcio