Associado
ASERC - Associação Nacional das Empresas de Recuperação de Crédito

Informativo

Publicado em 15/08/2014 10:04

Portos e terminais movimentam 460 milhões de toneladas

Brasília - A movimentação de carga nos portos e terminais portuários do País no primeiro semestre foi de 460,2 milhões de toneladas.

Brasília - A movimentação de carga nos portos e terminais portuários do País no primeiro semestre foi de 460,2 milhões de toneladas, conforme balanço apresentado ontem pela Agência Nacional de Transporte Aquaviário (Antaq). O volume movimentado cresceu 5,18% em relação aos primeiros seis meses de 2013, quando os portos e terminais registraram 437,6 milhões de toneladas. 

Os Terminais de Uso Privado (TUP) movimentaram 292,9 milhões de toneladas no primeiro semestre, registrando aumento de 4,7% sobre as 279,7 milhões de igual período do ano passado. Já os portos responderam por 167,3 milhões, com alta de 6,02% sobre as 157,8 milhões de toneladas do intervalo de janeiro a junho de 2013. 

O minério de ferro foi o produto mais transportado no semestre encerrado em junho, com 160,7 milhões de toneladas, seguido por combustíveis, óleos minerais e produtos (99,8 milhões) e contêineres (46,7 milhões). 

O Porto de Santos (SP) foi o que mais operou carga no semestre, com 44,1 milhões de toneladas. O Porto de Itaguai (RJ) foi o segundo, com 30,3 milhões, seguido por Paranaguá, com 20,9 milhões. Segundo a Antaq, a navegação de longo curso teve aumento de 17,3% na comparação com o primeiro semestre dos últimos cinco anos, o que sinaliza aumento do comércio exterior brasileiro. Já a navegação de cabotagem, feita na costa entre os portos, cresceu 1,7% no primeiro semestre, pontuando 70 milhões de toneladas. 

Embarques
O volume de carga enviada para o exterior recuou quando o destino foram tradicionais clientes de matérias-primas do País. O volume enviado para os Estados Unidos caiu 5% no primeiro semestre de 2014, na comparação com o mesmo período de 2013, somando 10,865 milhões de toneladas neste ano. Para o Japão, o volume caiu 8% entre os semestres, registrando 15 milhões de toneladas. 

O Brasil também reduziu o volume de exportações para a Holanda (14%) e a Coreia do Sul (9%). Na contramão, o Brasil importou 28% menos produtos da Argentina e 20% da Espanha. Em compensação, as importações dos EUA cresceram 24%. Um alta significativa foi verificada também na corrente de comércio com a China, de onde o Brasil importou 31% mais e exportou 14% a mais que no primeiro semestre do ano passado.

http://www.folhaweb.com.br/?id_folha=2-1--1706-20140815&tit=portos+e+terminais+movimentam+460+milhoes+de+toneladas