Associado
ASERC - Associação Nacional das Empresas de Recuperação de Crédito

Informativo

Publicado em 05/09/2014 09:36

Financiamento atinge 60% das vendas das concessionárias

Depois de um período de retração, lojas de carros e de motos esperam melhora; banco realiza "salão" com taxas a partir de 0,93% ao mês

O financiamento é a principal forma utilizada pelos consumidores para a aquisição de um veículo. De acordo com concessionárias de automóveis de Londrina, pelo menos 60% dos veículos são comercializados por meio desse sistema. Com a maior rigidez do governo para a liberação de crédito, os financiamentos do setor haviam retraído nos últimos meses, mas já começam a se recuperar e a retomar o patamar habitual, afirmam as empresas. Para impulsionar o setor, a Caixa Econômica Federal realiza até amanhã no País o Salão Auto Caixa, oferecendo condições especiais para quem comprar um automóvel. Em Londrina, o Salão acontece em cinco concessionárias. 

"O mercado deu uma retraída para 50%, mas agora estamos na faixa de 75% (de veículos financiados)", diz o gerente comercial da Ópera Peugeot, Cláudio Pagani. Com liberação maior do crédito, segundo ele, os financiamentos vêm retomando o nível de 80% a 90% em relação às outras vendas, completa. 

"Hoje o financiamento de veículos está um pouco maior. Está havendo mais aprovações de crédito. Os bancos estavam sendo mais rígidos para evitar o índice de inadimplência", afirma Waldir de Rezende Filho, diretor comercial da concessionária Metronorte (GM). Na loja, 60% dos veículos são financiados. Para o diretor comercial da Fiat Marajó em Londrina, Eduardo Meneghetti, com a melhora das taxas de financiamento ocorrida no mês passado, as vendas por financiamento estão aumentando. "Com isso o mês começou melhor. Cerca de 65% dos nossos carros são financiados." 

Segundo o vendedor Vanderlei Antônio, da Honda Blokton, as taxas de financiamento que vêm sendo oferecidas variam de 2,3% a 2,5%. "Hoje, o consórcio é melhor que o crédito. As taxas estão muito altas." Mesmo assim, os financiamentos representam cerca de 40% das vendas de motos da loja, contra 30% dos consórcios, afirma Antônio. As motocicletas financiadas custam, em média, R$ 8.500. 

Esmeraldo Barbosa, administrativo da construção civil, retirou ontem da concessionária o seu carro novo. O bem foi adquirido mediante financiamento para ceder o veículo antigo para o filho mais novo. "Aproveitei que meu filho menor queria ter um carro, para financiar um para mim." Na opinião dele, essa forma de pagamento foi a maneira preferida para adquirir o carro novo devido às condições que lhe foram apresentadas. O valor baixo de entrada foi um dos atrativos, afirma Barbosa. 

Salão
Até amanhã, a Caixa realiza o Salão Auto Caixa em cinco concessionárias da cidade, oferecendo condições especiais de financiamento de veículos. O Salão acontece em mais de 1.000 concessionárias de todo o Brasil ao mesmo tempo. As taxas de juros partem de 0,93% ao mês, com carência de três meses. Gerentes da Caixa estarão de plantão nas concessionárias durante os três dias do Salão, que começou ontem. As taxas diferenciadas valem tanto para carros novos quanto para seminovos. 

Para esta edição, José Carlos Rodrigues, gerente regional da Caixa Econômica Federal em Londrina, espera superar em até 30% os financiamentos em relação à média mensal do primeiro semestre. "A gente percebe que as condições do salão acabam sendo um atrativo para quem não estava pensando em trocar o carro". Os valores dos veículos financiados na última edição do salão variaram entre R$ 45 mil e R$ 50 mil. 

Esta é quarta edição do Salão Auto Caixa em Londrina, que é realizado em parceria com a Caixa Seguros e o Banco Pan. De acordo com Rodrigues, as condições especiais continuarão sendo oferecidas nas agências aos clientes até o dia 30 de setembro. Para consultar as concessionárias participantes, acesse www.salaoautocaixa.com.br.

http://www.folhaweb.com.br/?id_folha=2-1--627-20140905&tit=financiamento+atinge+60+das+vendas+das+concessionarias