Associado
ASERC - Associação Nacional das Empresas de Recuperação de Crédito

Informativo

Publicado em 22/09/2014 09:04

Prévia da inflação oficial fica em 0,39% em setembro, diz IBGE

Em 12 meses, IPCA-15 ultrapassou o teto da meta de inflação do BC. Carne, leite e refeição fora de casa ficaram mais caros neste mês.

Os alimentos ficaram mais caros e influeciaram a aceleração do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), conhecido como prévia da inflação oficial. O indicador ficou em 0,39% em setembro, depois de avançar 0,14% no mês anterior, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No ano, o indicador acumula alta de 4,72% e, em 12 meses, de 6,62%, voltando a ficar acima do teto da meta de inflação do Banco Central, de 6,5%. No mês anterior, o índice havia ficado em 6,49%. Em setembro de 2013, a taxa havia sido 0,27%.

Segundo o IBGE, a variação de preços da maioria dos grupos de produtos e serviços pesquisados registrou aceleração de agosto para setembro. O maior destaque entre os grupos analisados ficou com o comportamento dos preços dos alimentos, que voltaram a subir e foram para 0,28%, depois de recuarem 0,32% em agosto. As carnes ficaram 2,3% mais caras, as refeições fora de casa tiveram aumento de 0,90% e o leite longa vida, de 1,47%.

Além do grupo alimentação e bebidas, também mostraram alta vestuário (de -0,18% para 0,17%), despesas pessoais (de -0,67% para 0,31%) e comunicação (de -0,84% para 0,56%). No grupo de artigos de residência (de 0,41% para 0,43%), as variações ficaram próximas de um mês para o outro.

Na análise do IPCA-15 nas regiões, a maior variação ocorreu em Belém (1,10%) e a menor, em Goiânia (0,05%).

De acordo com boletim Focus, do Banco Central, mais recente, a expectativa do mercado para o IPCA permaneceu estável em 6,29% para este ano. Para 2015, a previsão ficou inalterada também em 6,29%.

http://g1.globo.com/economia/noticia/2014/09/previa-da-inflacao-oficial-fica-em-039-em-setembro-diz-ibge.html