Associado
ASERC - Associação Nacional das Empresas de Recuperação de Crédito

Informativo

Publicado em 05/11/2014 02:04

Estudo traça Mapa da Inadimplência no Brasil em 2014

Qual o nível de inadimplência em todo o Brasil, por regiões e cidades – esta foi a pergunta-base para um levantamento inédito da Serasa Experian.

Qual o nível de inadimplência em todo o Brasil, por regiões e cidades – esta foi a pergunta-base para um levantamento inédito da Serasa Experian, que traçou o Mapa da Inadimplência no país referente ao primeiro semestre do ano. O estudo, realizado de forma abrangente pela primeira vez, tomou como base todos os municípios brasileiros com população acima de 1.000 habitantes, revelando que existem diferentes índices de inadimplência de acordo com a maneira que o tema é avaliado – por cidades e regiões brasileiras.

Quando são avaliadas as dívidas atrasadas há mais de 90 dias e com valores acima de R$ 200,00, os inadimplentes totalizam 35 milhões de pessoas, o equivalente a 24,5% da população. A região que concentra mais inadimplentes é a Norte, atingindo 31,1% da população, seguida pelo Centro-Oeste, com 26,4%.

Em seguida, vem a região Sudeste (24,5%) e a Nordeste (23,6%). Segundo economistas da Serasa Experian, o interior do Nordeste possui baixo índice de inadimplência pois grande parte dessa população ainda não possui acesso ao crédito, o que resulta em poucos endividados em relação ao tamanho da população. A região Sul é a que menos apresenta inadimplentes: 22,4% da população se encontram nessa situação.

Ao se avaliar a taxa de inadimplência por capitais estaduais, Manaus, no Amazonas, é a mais inadimplente: 38,1%, seguida por Porto Velho (RO), com 37,2%, e Macapá (AP), com 36,4% - todas na região Norte do país. Economistas da Serasa Experian explicam que Manaus e outras capitais das regiões Norte e Nordeste tendem a ter inadimplência mais alta, pois possuem renda per capita menor que a de capitais do Centro-Sul.

Já entre as menos inadimplentes, a liderança é de Florianópolis, em Santa Catarina, com 22,3% de taxa de inadimplência. Em segundo lugar vem São Paulo (SP), com 23,9% de inadimplência (apesar de ser a capital com maior representatividade no ranking, 8%), e Campo Grande (MS) em terceiro, com 24,4%.

O mapeamento também avaliou a inadimplência por idade. A faixa etária mais representativa é entre 26-30 anos, onde a taxa de inadimplentes chega a 29,9%. Em seguida, estão inadimplentes 29,3% dos consumidores entre 31-35 anos, seguidos por pessoas com idades entre 36 e 40 anos, com 28,2% de inadimplência, e o grupo entre 18 e 25 anos, com pouquíssima diferença – a taxa é de 28,1%. A inadimplência diminuiu, segundo o estudo, à medida que a idade aumenta: acima de 70 anos, a taxa é de 10,3%.

O estudo também avaliou a taxa de inadimplência por grupos da população brasileira, de acordo com a classificação do Mosaic Brasil – metodologia de segmentação da sociedade que leva em conta não só a renda, mas também outros critérios, como educação, geografia, demografia, padrões comportamentais e estilo de vida com o objetivo de entender melhor o mercado, a sociedade.

De acordo com o estudo da Serasa Experian e a classificação Mosaic Brasil, o grupo Jovens Adultos da Periferia representa 23% dos inadimplentes no Brasil. O estudo também mostra que 34% do total de pessoas que compõem esse grupo ficaram inadimplentes em 2014, maior percentual dentro dos grupos. Esse grupo representa 16,8% da população brasileira.  

No outro extremo, o grupo Experientes Urbanos de Vida Confortável apresentou o menor percentual de endividados, representando 2% dos inadimplentes do Brasil. O segundo grupo com maior representatividade entre o total de inadimplentes do Brasil é o Massa Trabalhadora Urbana, que responde por 17% dos devedores. Segundo o estudo, 30% do total de pessoas que compõem esse grupo ficaram inadimplentes em 2014. A Massa Trabalhadora Urbana representa 14,32% da população do país.

O grupo com o terceiro maior percentual de inadimplentes do país é o de Adultos Urbanos estabelecidos, que representam 14% do total de devedores do Brasil. Do total de indivíduos que compõem este grupo, 33% está inadimplente.
Quando consideramos apenas os percentuais de endividamento dentro dos grupos, os Donos de Negócio se destacam com o maior número: 41% dos indivíduos estão inadimplentes.

Dicas para limpar o nome

1. Faça as contas
Comece avaliando cuidadosamente as contas, de preferência, coloque tudo no papel ou na tela do computador: qual sua renda mensal e quanto já está comprometido com despesas que não podem ser cortadas ou reduzidas? O objetivo desse processo é simples: descobrir o valor disponível mensalmente passível de ser utilizado no pagamento de dívidas.

2. Quantas pendências?
Acesse o Limpa Nome Online e verifique quantas pendências financeiras existem – estudos da Serasa Experian indicam que cada consumidor inadimplente possui, em média, quatro dívidas. Anote a proposta que foi feita pelas empresas credoras.

3. Se achar necessário, peça ajuda a alguém confiável
O processo de acertar as contas e pagar dívidas exige cuidado. Avalie quanto você pode pagar em cada pendência. Se achar necessário, peça ajuda para parentes ou amigos. É importante que seja alguém de sua confiança. A presença de outra pessoa nesse momento ajuda a dar segurança na hora de avaliar, de forma mais racional, ajudando a definir quanto pagar, se a proposta do credor é boa e se é possível honrar o pagamento.

4. Eleja as prioridades e renegocie suas dívidas
Após saber exatamente quanto pode pagar, comece a negociar suas dívidas pelo site. Lembre-se de que o total das prestações não deve ultrapassar o valor disponível de sua renda. Caso exista mais de uma pendência, tente negociar de forma que todas as prestações juntas caibam nesse orçamento. Estabeleça prioridades usando como critério as dívidas com juros mais elevados.

5. Controle seus gastos
Enquanto estiver pagando as dívidas negociadas, controle seus gastos e, se possível, tente reduzir despesas. Por meio do link  http://www.serasaconsumidor.com.br/guia-orientacao/capitulo-3.php você tem acesso ao Guia de Orientação ao Cidadão Serasa Experian, desenvolvido para ajudar o consumidor a controlar melhor sua vida financeira.

(Redação – Agência IN)

http://www.investimentosenoticias.com.br/noticias/negocios/estudo-traca-mapa-da-inadimplencia-no-brasil-em-2014