Associado
ASERC - Associação Nacional das Empresas de Recuperação de Crédito

Informativo

Publicado em 12/11/2014 10:03

Aumento na gasolina já pesa no bolso do londrinense

Reajuste de 3% no combustível foi imediatamente repassado das refinarias às bombas. O diesel aumentou 5%

A gasolina está custando R$ 0,10 a mais após o reajuste aplicado pela Petrobras (Crédito: Fábio Calsavara / JL)
A gasolina está custando R$ 0,10 a mais após o reajuste aplicado pela Petrobras (Crédito: Fábio Calsavara / JL)

Dois dias após o anúncio do reajuste dos preços da gasolina e do diesel para as refinarias, os motoristas que precisaram abastecer os veículos em Londrina já sentiram a diferença no bolso. Os combustíveis foram reajustados em 3% e 5%, respectivamente. Nas bombas, a gasolina, que custava R$ 2,999, na manhã deste sábado (8) já era encontrada por R$ 3,099 em média.

Valcélio Arnold é gerente de um posto de combustíveis e aumentou os preços da gasolina – comum e aditivada – e do diesel por volta das 10 horas deste sábado. “Essa gasolina já chegou para mim com o preço reajustado. Eu esperei a reação do mercado para só então aumentar o meu preço”, disse.

  • Encher o tanque com etanol ainda está vantajoso em Londrina (Crédito: Fábio Calsavara / JL)

    Encher o tanque com etanol ainda está vantajoso em Londrina (Crédito: Fábio Calsavara / JL)

Os clientes não gostaram muito da novidade. O produtor de vídeo Fábio Vidal trocou de hábitos após o aumento nos preços. Ele que sempre abastece o carro flex com gasolina agora mudou de combustível. “Para mim não compensa usar gasolina com esse aumento absurdo. No meu carro, para andar na cidade, o etanol está mais econômico. Vou manter assim enquanto continuar vantajoso”, afirmou.

Existe uma diferença entre os dois combustíveis: o etanol tende a dar mais potência para o motor, mas apresenta um consumo maior. Isso deve ser levado em conta na hora do abastecimento. Se o preço do biocombustível representar até 70% do preço da gasolina, então ele é, na média, mais vantajoso. Com preço médio girando em R$ 1,999 por litro do etanol a relação entre os combustíveis está em 65% em Londrina – vantagem para o derivado da cana.

Já sabendo desta diferença, o gerente de vendas Ivan Sérgio Martins descartou a gasolina já há um bom tempo. Além da economia, ele também destacou outras vantagens. “Sempre uso etanol. Já usei gasolina há algum tempo, mas prefiro o etanol. Meu carro responde bem, é um combustível limpo, castiga menos o motor. Esse aumento, por enquanto, ainda não me pegou.”

Notícias ruins

O presidente do Fórum Nacional Sucroenergético, André Rocha, avaliou que as altas de 3% da gasolina e de 5% do diesel, anunciadas na quinta-feira (6) pela Petrobras, são "duas notícias ruins" para o setor produtivo de etanol.

"O aumento é aquém do esperado para a gasolina e não corrige as distorções da Petrobras. A alta no diesel implica em um aumento muito grande no custo do setor que vai ser maior do que qualquer ganho de competitividade com esse pequeno aumento da gasolina", disse o executivo do fórum que reúne todas as entidades do setor.

Na avaliação de Rocha, a expectativa do setor produtivo de etanol é de que houvesse um aumento maior da gasolina e menor do diesel. Ainda segundo ele, é controversa a avaliação de que o impacto na inflação é maior com a alta na gasolina do que no diesel, o que justificaria um reajuste maior para o diesel.

"Essas fórmulas deveriam ser revistas, porque o diesel impacta nos custos de produção e cria um efeito cascata que pode não ter impacto num primeiro momento, mas que chegará ao consumidor final", afirmou.

http://www.jornaldelondrina.com.br/economia/conteudo.phtml?tl=1&id=1512167&tit=Aumento-na-gasolina-ja-pesa-no-bolso-do-londrinense