Associado
ASERC - Associação Nacional das Empresas de Recuperação de Crédito

Informativo

Publicado em 20/11/2014 10:06

Desemprego fica em 4,7% em outubro, diz IBGE

É o menor resultado para o mês da série histórica da Pesquisa Mensal de Emprego, iniciada em 2002. Em setembro, a taxa foi de 4,9%

A taxa de desemprego nas seis principais regiões metropolitanas do País ficou em 4,7% em outubro, a mais baixa para o mês da série histórica da Pesquisa Mensal de Emprego (PME), iniciada em março de 2002, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados nesta quarta-feira.  Em setembro, a taxa foi de 4,9%, e em outubro de 2013, de 5,2%. Analistas consultados pela Agência Estado esperavam um resultado de entre 4,7% a 5,1%, com mediana de 4,9%.

"No caso da comparação mensal, essa movimentaçao na taxa ocorreu por conta da maior ocupação e da menor procura e menor pressão sobre o mercado de trabalho", afirmou a economista do IBGE, Adriana Beringuy. "Tivemos um aumento da ocupação, o que não se via nos últimos meses", acrescentou.

O rendimento médio real dos trabalhadores registrou variação de 2,3% em outubro ante setembro. A massa de renda real habitual dos ocupados no país somou 50,1 bilhões de reais em outubro, um aumento de 3,1% em relação ao nono mês do ano. Já o rendimento médio real dos trabalhadores em outubro foi de 2.122,10 reais, contra 2.075,39 reais em setembro.

Os dados favoráveis contrastam com os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de outubro, que mostrou que a economia brasileira fechou mais de 30 mil postos formais de trabalho em outubro, no pior desempenho para o mês desde pelo menos 1999. 

http://veja.abril.com.br/noticia/economia/desemprego-fica-em-47-em-outubro-diz-ibge