Associado
ASERC - Associação Nacional das Empresas de Recuperação de Crédito

Informativo

Publicado em 25/11/2014 10:06

Fenabrave estima alta de 20% no crédito para veículos

Após à confirmação da volta da alíquota "cheia" do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para veículos em janeiro de 2015, o setor automotivo prevê os possíveis movimentos do mercado

Após à confirmação da volta da alíquota "cheia" do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para veículos em janeiro de 2015, o setor automotivo prevê os possíveis movimentos do mercado para o próximo ano. O presidente da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), Flávio Meneghetti, diz que já contava com a volta do imposto e, segundo ele, isso deve fazer com que as vendas cresçam mais nesse fim de ano. Bons volumes devem continuar até janeiro, uma vez que restará estoque nas concessionárias com IPI reduzido. 

Mas o que deve mesmo impulsionar o mercado em 2015 é a Lei nº 13.043, sancionada na última semana pela Presidência da República, e que prevê a retomada mais rápida dos veículos por bancos e financeiras em caso de inadimplência. O prazo, que hoje é de um ano, deve cair para três meses. Comprovada a falta de pagamento, a financeira pode pedir a busca e apreensão do bem em até 48 horas. Para Meneghetti, a lei possibilitará o aumento de 20% na aprovação de crédito. 

"É uma excelente notícia para esse final de ano, representa cerca de 30 mil unidades a mais por mês, um incentivo bastante forte", ressalta Meneghetti. Segundo ele, a medida pode trazer, inclusive, redução nos juros. "Hoje, os bancos já embutem na taxa de juros o prejuízo que eles têm (com a inadimplência); a médio prazo, os juros tendem a cair", estima. Apesar da economia ainda fraca, a Fenabrave acredita em crescimento da vendas em 2015.

http://www.folhaweb.com.br/?id_folha=2-1--3119-20141125&tit=fenabrave+estima+alta+de+20+no+credito+para+veiculos