Associado
ASERC - Associação Nacional das Empresas de Recuperação de Crédito

Informativo

Publicado em 02/12/2014 11:17

Vendas de veículos aceleram no Paraná e caem no Brasil

Previsão de retorno do IPI em janeiro gera aumento de 4% nos negócios de concessionárias do Estado em novembro sobre outubro

As vendas de veículos leves mostraram recuperação em novembro no Paraná, com crescimento de 4,18% sobre outubro, enquanto houve queda de 3,97% no País no mesmo comparativo, segundo números de emplacamentos divulgados ontem pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Apesar da expectativa de que o mercado voltasse a se aquecer nacionalmente, principalmente depois que o governo federal anunciou a recomposição do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) em janeiro, o desempenho não chegou ao patamar esperado. 

Foram 279,8 mil unidades vendidas em novembro ante 291.388 em outubro no País. No Paraná, foram 23,5 mil no mês passado e 22,6 mil no anterior. Em relação a novembro de 2013, a redução foi menor no País, de 2,90% sobre as 288.184 unidades vendidas na ocasião, enquanto no Paraná a alta foi ainda maior, de 7,28% ante as 21.955 de 2013, conforme a Fenabrave. 

Nas concessionárias londrinenses, o resultado gerou clima de otimismo para dezembro. O diretor comercial da Fiat Marajó, Eduardo Meneghetti, afirma que vendeu 12% a mais em novembro do que em outubro. "O fluxo na loja foi bastante intenso, principalmente na segunda quinzena, depois que o governo começou a falar sobre a volta do IPI", diz, ao considerar que o consumidor passou a ter um "senso de urgência" para tentar economizar. No acumulado, a Marajó ainda tem números negativos ante 2013, mas Meneghetti diz que espera chegar à estabilidade com as vendas deste mês. 

Para o gerente de vendas da Norpave, Luiz Carlos de Andrade, o cliente também passou a se decidir mais rápido pela compra, motivado pelo temor de pagar mais caro em janeiro. "Nossa expectativa é boa em dezembro, mas para os carros que já temos em estoque. Em janeiro, não sabemos quanto vão aumentar (no IPI) e se será de uma vez", diz o representante da Volkswagen, que vendeu 13% a mais em novembro. 

Gerente comercial da Ford Tropical, Fábio Citta acredita que houve ainda antecipação de compra em relação a dezembro. Ele diz que a tendência é limpar os estoques. "Pode até faltar um pouco pelas nossas contas, porque temos estoque para vendas iguais às de novembro e devemos ultrapassar isso em dezembro", afirma, ao apontar 30% de aumento no mês passado. 

O diretor comercial da Metronorte, Waldir Rezende Filho, afirma que a alta na concessionária GM foi de 11,9% ante outubro. "Foi a promoção que fizemos na Black Friday e também tivemos um mês inteiro com taxa zero e bônus em alguns modelos", cita. 

Em baixa 

No Paraná, o acumulado veículos e comerciais leves de janeiro a novembro fechou em 242,9 mil neste ano e em 258,1 mil no mesmo período do ano passado, uma variação negativa de 5,86%. No mesmo comparativo no País, foram 2,975 milhões neste ano e 3,239 milhões em 2013, ou 8,17% a menos. 

Pesados 

O Paraná registrou alta de 3,47% nas vendas de caminhões e ônibus entre novembro (1,3 mil) e outubro (1,2 mil), enquanto o País teve queda de 4,14% no comparativo (14,8 mil e 15,4 mil, respectivamente).

http://www.folhaweb.com.br/?id_folha=2-1--257-20141202&tit=vendas+de+veiculos+aceleram+no+parana+e+caem+no+brasil