Associado
ASERC - Associação Nacional das Empresas de Recuperação de Crédito

Informativo

Publicado em 15/04/2015 11:01

Pesquisa mostra que 54,7 milhões de brasileiros não conseguem mais pagar as contas em dia

Inflação elevada, o alto custo das taxas de juros e a piora dos dados de emprego e de renda, que fazem com que se elevem os índices de consumidores inadimplentes

Inflação elevada, o alto custo das taxas de juros e a piora dos dados de emprego e de renda, que fazem com que se elevem os índices de consumidores inadimplentes
 
O número de consumidores com contas atrasadas no mês de março deste ano aumentou 3,76% com relação ao mesmo período do ano passado. Os dados são da pesquisa divulgada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). O resultado representa uma aceleração do endividamento dos consumidores, já que, em números absolutos, a pesquisa registrou que 37,5%, ou 54,7 milhões, de brasileiros estão negativados.
 
Segundo a pesquisa, os motivos para o aumento no atraso do pagamento das contas são, principalmente, a inflação elevada, o alto custo das taxas de juros e a piora dos dados de emprego e de renda, que fazem com que se elevem os índices de consumidores inadimplentes.
 
O recuo na demanda e na oferta de crédito na economia brasileira, o que tende a frear o consumo de bens dependentes do crédito, também auxiliou na alta da inadimplência.
 
"Os varejistas brasileiros já notam uma queda na demanda dos consumidores por produtos de maior valor agregado e dependentes de financiamento como eletrodomésticos da linha branca, automóveis, móveis e materiais de construção", afirma o presidente da CNDL, Honório Pinheiro.
 
Ainda segundo a pesquisa, o setor bancário registra 47,21% do total de dívidas em atraso em todo o Brasil, com o setor do comércio em segundo lugar, com 20,42%.
 
http://aserc.org.br/pesquisa-mostra-que-547-milhoes-de-brasileiros-nao-conseguem-mais-pagar-as-contas-em-dia