Associado
ASERC - Associação Nacional das Empresas de Recuperação de Crédito

Informativo

Publicado em 27/05/2015 11:46

Centro-Oeste lidera alta da inadimplência em 2015, diz SPC Brasil

São Paulo - A inadimplência dos consumidores do Centro-Oeste cresceu 3,98% no acumulado dos quatro primeiros meses do ano, o maior ritmo entre todas as regiões do País -a média nacional ficou em 3,39%

São Paulo - A inadimplência dos consumidores do Centro-Oeste cresceu 3,98% no acumulado dos quatro primeiros meses do ano, o maior ritmo entre todas as regiões do País - a média nacional ficou em 3,39%. Apenas em abril, o Centro-Oeste registrou 95 mil novos consumidores no banco de dados do Indicador Regional de Inadimplência calculado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). No quadrimestre, o segundo lugar é ocupado pela região Sul (3,19%), seguida pelas regiões Nordeste (3,07%) e Norte (2,81%). Última da lista, a região Sudeste apresentou crescimento de apenas 2,66% no atraso dos pagamentos.
 
Para a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, os dados refletem a dificuldade do ambiente macroeconômico do País. "A pressão exercida pela aceleração da inflação, aumento das taxas de juros e piora dos indicadores econômicos, sobretudo os de renda e emprego, tem impactado a capacidade de pagamento dos brasileiros."
 
Bancos
 
O dado do indicador regional mostra que quase metade da inadimplência (48,43%) é representada por dívidas com bancos, item que inclui pendências no cartão de crédito, empréstimos, financiamentos e seguros. O endividamento com as instituições financeiras liderou o levantamento em quatro das cinco regiões. Apenas no Centro-Oeste a situação foi adversa. O que puxou os números nesta região foi o atraso no pagamento de serviços básicos como água e luz, que cresceu 12,19%.
 
 
http://aserc.org.br/centro-oeste-lidera-alta-da-inadimplencia-em-2015-diz-spc-brasil