Associado
ASERC - Associação Nacional das Empresas de Recuperação de Crédito

Informativo

Publicado em 05/10/2011 03:09

Perspectiva de crédito recua 0,2%

Foi a primeira queda após sete meses consecutivos de variações mensais positivas ou estáveis.

O Indicador Serasa Experian de Perspectiva do Crédito ao Consumidor recuou 0,2% em agosto, atingindo o patamar de 101. Foi a primeira queda após sete meses consecutivos de variações mensais positivas ou estáveis.

De acordo com a Serasa, apesar disso, o indicador ainda prevalece acima do nível 100, sinalizando que o crédito ao consumidor deverá continuar crescendo ao longo dos próximos meses, ainda que numa taxa menos acelerada que a observada em 2010.

"As perspectivas de normalização, a partir do final deste ano, das altas dos níveis de inadimplemento das pessoas físicas e a inauguração de um novo ciclo de relaxamento monetário (redução da taxa Selic), contribuirão para manter em rota de crescimento sustentável o ritmo de concessões de crédito aos consumidores"NULL, afirmam os economistas da Serasa Experian.

O Indicador Serasa Experian de Perspectiva do Crédito para as Empresas recuou 0,4% em agosto de 2011, a nona queda mensal consecutiva, atingindo o valor de 99,4. "Como pela sua metodologia de construção, o indicador tem a propriedade de antever os movimentos cíclicos da concessão de crédito com seis meses de antecedência, a atual trajetória de queda do indicador sinaliza que o processo de desaceleração das concessões de crédito às empresas ainda predominará no curto prazo"NULL, avaliam os economistas.

De acordo com a Serasa Experian, o cenário de crescimento mais moderado da economia brasileira, especialmente durante o segundo semestre deste ano, o enfraquecimento das economias mundiais, reduzindo a demanda por exportações, continuarão impactando negativamente o apetite por crédito das empresas, que tenderá a crescer mais lentamente ao longo dos próximos meses.

Fonte: BONDE