Associado
ASERC - Associação Nacional das Empresas de Recuperação de Crédito

Informativo

Publicado em 27/03/2012 03:09

Crédito avança em fev. e inadimplência se mantém, diz Banco Central.

A taxa de inadimplência do crédito referencial, referente aos atrasos superiores a noventa dias, manteve-se estável em 5,8%.

São Paulo - 27/03/2012

As operações de crédito do sistema financeiro cresceram 0,4% em fevereiro e atingiram a cifra de R$ 2,03 bilhões, segundo a nota de política monetária, divulgada nesta terça-feira (27) pelo Banco Central. Em 12 meses, a expansão registrada foi de 17,3%.

A taxa de inadimplência do crédito referencial, referente aos atrasos superiores a noventa dias, manteve-se estável em 5,8%, após manutenção dos patamares referentes às operações com famílias e empresas em 7,6% e 4,1%, respectivamente.

De acordo com o BC, o comportamento do crédito segue refletindo aspectos sazonais, caracterizados pela acomodação da demanda das empresas e pela procura mais intensa por modalidades como cheque especial e cartão de crédito, além do crédito pessoal, entre as operações destinadas às famílias. Ao mesmo tempo, os financiamentos habitacionais continuam crescendo de forma sustentada, assinalando expansões de 2,3% no mês e de 44% em doze meses.

A relação do crédito com o PIB (Produto Interno Bruto) ficou estável na relação com janeiro, com 48,8% e avançou ante o percentual de 45,1% registrado no mesmo mês de 2011.

Na composição crédito/PIB, os bancos públicos respondem por 21,4% do PIB, ante 19% em igual período de 2011, a das instituições privadas nacionais a 19%, ante 18,4%, e a das estrangeiras a 8,4%, comparativamente a 7,8%, consideradas as mesmas bases de comparação.

CONSUMIDORES

O crédito para pessoa física cresceu 1,3% em fevereiro, "refletindo a alta sazonal na demanda por crédito pessoal, cheque especial e cartão de crédito"NULL, segundo análise do BC. Os saldos das modalidades tiveram a seguinte expansão: crédito pessoal (1,3%), cheque especial (3,9%) e cartão de crédito (2,6%).

Entre as operações de crédito pessoal, destacou-se o crescimento de 1,7% no saldo de crédito consignado.

O crédito às empresas segue em ritmo moderado, como é habitual no início do ano, mantendo-se praticamente estável em fevereiro, após recuo em janeiro, destacando-se a expansão de
1,8% no saldo de conta garantida.

Fonte: Uol