Associado
ASERC - Associação Nacional das Empresas de Recuperação de Crédito

Informativo

Publicado em 09/11/2015 10:26

Juros do empréstimo pessoal sobem e do cheque caem em novembro

Um de sete bancos pesquisados pelo Procon elevou juros do cheque. No empréstimo pessoal, três bancos subiram a taxa.

As taxas médias de juros cobradas no empréstimo pessoal subiram e do cheque especial recuaram em novembro, segundo pesquisa da Fundação Procon-SP.

No caso do cheque especial, a taxa média passou de 12,28% ao mês para 12,24%, redução de 0,04 ponto percentual. Um dos sete bancos pesquisados elevou sua taxa: Santander (de 14,84% para 14,95%). E a única redução foi na Caixa Econômica Federal (de 11,38% para 10,98%). Os demais bancos mantiveram sua taxa de cheque especial.

No empréstimo pessoal, as elevações foram feitas pelo Banco Santander (de 7,99% para 8,49%), Caixa Econômica Federal (de 4,8% para 5%) e Itaú (de 6,26% para 6,43%). Com isso, a taxa média cobrada subiu de 6,27% para 6,39%. Os demais bancos mantiveram suas taxas.

De acordo com o Procon, apesar da leve queda da taxa média do cheque especial, as taxas continuam altas. Desta forma, antes de ceder aos apelos de consumo que já começam a surgir com as ofertas que antecedem o Natal, o Procon-SP orienta que o consumidor analise as diversas alternativas de crédito, priorizando a liquidação de suas dívidas.

"Neste momento, o empréstimo só é recomendável se for para quitar outros empréstimos/financiamentos cujas taxas sejam maiores", informa.

 

BancosEmpréstimo pessoalCheque

Banco do Brasil

5,50%

11,80%

Bradesco

6,61%

11,92%

Caixa Econômica Federal

5%

10,98%

HSBC

7,30%

13,67%

Itaú

6,43%

11,93%

Safra

5,40%

10,40%

Santander

8,49%

14,95%

 

http://g1.globo.com/economia/seu-dinheiro/noticia/2015/11/juros-do-emprestimo-pessoal-sobe-e-do-cheque-especial-cai-em-novembro.html