Publicado em 16/08/2019 08:39

89% dos inadimplentes querem ser ouvidos pelas empresas que irão negociar

Dívidas no cartão de crédito, contas atrasadas de internet, TV a cabo, empréstimos, entre outros fizeram com que o número de consumidores inadimplentes atingisse a marca dos 63 milhões

Dívidas no cartão de crédito, contas atrasadas de internet, TV a cabo, empréstimos, entre outros fizeram com que o número de consumidores inadimplentes atingisse a marca dos 63 milhões no primeiro semestre de 2019, de acordo com a Serasa Experian. Em uma pesquisa realizada pelo Instituto Locomotiva com o serviço de cobrança digital Negocia Fácil, notou-se que 89% destes devedores querem ser ouvidos pelas empresas que irão negociar.

Este estudo realizado com 934 consumidores mostra que 47% dos entrevistados estão endividados pela primeira vez e afirmam que o desemprego afetou diretamente o pagamento das contas, seguido por gastos inesperados com a saúde. Portanto pode-se observar que o cenário atual de inadimplência também comporta consumidores fiéis e pagantes efetivos das marcas, que querem maior atenção no momento da negociação da dívida, para justificarem suas falhas e proporem maneiras de quitação. “Os devedores não querem falar com intermediários, 80% deles preferem negociar diretamente com a marca. Além disso, os inadimplentes querem criar vínculo com a empresa e serem ouvidos, para enfim quitar a dívida e retornar à esteira de consumo”, afirma José Moniz, Head de negócios digitais do Negocia Fácil.

A proposta deste estudo para análise do perfil dos devedores foi uma iniciativa do Negocia Fácil, serviço de cobrança digital desenvolvido pela MFM TI, ao notar este anseio dos endividados no dia a dia da companhia. Desde junho de 2017 o Negocia Fácil adotou a metodologia Neo Collect, que traz a experiência de “venda de adimplência” ao devedor, eliminando os desconfortos causados pelo discurso tradicional da cobrança.

Essa mudança estratégica fez com que a arrecadação evoluísse 122%, gerando mais de 2 milhões de clientes recuperados. Este resultado positivo se deve a um conjunto de boas práticas altamente disruptivas no segmento de cobrança, onde a estratégia principal torna a análise de gestão de dados humanizada e estabelece um relacionamento com o cliente.

Por meio da inteligência artificial o Negocia Fácil realiza um filtro minucioso nos perfis dos devedores, criando soluções mais adequadas a cada cliente. “Determinamos ações de acordo com o comportamento, gostos e preferências, condição financeira e principalmente em relação ao período que o devedor sinalizou para quitar as dívidas, evitando assim, cobranças desgastantes e sem retorno”, conclui José Moniz. Ao transformar a abordagem realizada aos devedores a companhia evolui seu processo de arrecadação e experimentou na prática como um serviço personalizado pode elevar o número de débitos quitados.

 

Postado em: 15 de Agosto de 2019

Fonte: https://www.televendasecobranca.com.br/cobranca-2/89-dos-inadimplentes-querem-ser-ouvidos-pelas-empresas-que-irao-negociar-96332/

Solicite mais informações

Estamos sempre a disposição