Publicado em 30/07/2020 10:30

Cobrança extrajudicial e judicial

O que você precisa saber

Muito provavelmente você já deve ter ouvido sobre cobrança judicial e cobrança extrajudicial. Mas você sabe a diferença entre essas duas maneiras de fazer com que os seus clientes quitem as suas dívidas?

Se a sua empresa sofre com elevados índices de inadimplência, é importante saber a diferença entre essas modalidades de cobrança para eleger a melhor estratégia, garantindo assim bons índices de recebimento. Continue lendo esse artigo e descubra como selecionar a melhor estratégia de cobrança.

Cobrança extrajudicial

A cobrança extrajudicial é aquela que ocorre sem a interferência do poder judiciário, sendo que a dívida será negociada de maneira amigável entre a empresa e o seu cliente. Essa cobrança poderá ser realizada pela própria empresa ou por uma assessoria especializada.

Neste caso é realizado um contato com o cliente para lembrá-lo de que está com o pagamento em aberto ou atrasado. Esse primeiro contato pode ser realizado via telefone, e-mail ou mensagem. O fluxo da negociação da dívida será estipulado a depender da resposta do cliente.

Por ser a maneira mais rápida de receber a dívida, a cobrança extrajudicial se mostra eficaz na maioria das vezes em que a dívida tem pouco tempo de atraso, já que o consumidor prefere evitar que a cobrança seja encaminhada para a via judicial. 

Uma das vantagem para o consumidor em quitar a sua dívida através da cobrança extrajudicial, é a maior possibilidade de negociação como: parcelamento das dívidas, descontos para pagamentos à vista, negociação sobre o juros, entre outros.

Quando por meios amigáveis a dívida não é quitada pelo cliente, a empresa então possui a possibilidade de migrar a mesma para a esfera jurídica.

Cobrança judicial

A cobrança judicial ocorre através do ajuizamento da ação de cobrança perante o poder judiciário, ou seja, o credor submete a ação ao magistrado para que o devedor seja condenado a pagar a dívida com juros legais e através dos termos da decisão judicial. 

O processo para recebimento da dívida através do meio judicial é mais longo e custoso, sendo necessário acionar uma equipe de advogados especializada na cobrança de dívidas através de meios judiciais. 

A responsabilidade de envio das cobranças nesse caso passa a ser do judiciário, sendo informado ao consumidor cada etapa do processo. Em alguns casos, a depender do valor da dívida, é possível que o cliente seja inscrito em órgãos de Proteção de Crédito ou tenha bens confiscados. 

Qual a melhor opção de cobrança?

A recomendação é que sua empresa inicie a cobrança através dos meios extrajudiciais, já que é a maneira mais rápida e menos burocrática de receber o débito. Esgotada todas as possibilidades dentro das ações extrajudiciais, busca-se o judiciário para a resolução do problema.

Compreender a diferença entre a cobrança judicial e a extrajudicial é essencial para qualquer empresa ou instituição que queira diminuir a inadimplência. 

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato conosco! A Agiliza Recebíveis está sempre a disposição.

Solicite mais informações

Estamos sempre a disposição